domingo, 6 de julho de 2014

you make me happy, but im not an happy person. it may not make sense to you, it doesnt even make sense to me, but that's how i feel.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

you

it's been more that a year since i poured my heart out in these lines for the last time, and i feel like i need to start writting again, cause my soul is the darkest place i've ever been.
i can't even start to explain how i feel because the words wont come out, i cant describe it, i cant even understand it.
today i woke up and felt like dying, the little bit of joy i had left in my life doesnt even care about me, doesnt even know how i feel, and thats the worst thing ever for me.. yes, i've been pushed around, i've been told i wasnt good enough, i've been told i didnt deserve the life i have, i've been lied to and betrayed, i've been treated like garbage, i've even been laugh at, but all of these things together couldnt give me more pain than losing you, losing your love... i cant even imagine the day you will look at me and your eyes, your beautiful eyes, will be emotionless, in that day i swear my life will be over, cause there is nothing more precious to me in this world than you, than your love. because you knew how broken i was and you still fell in love with me, and you cared like no one did before, you showed me what love was, you showed me what it was to be loved, and thats something i will carry with me forever. 
you may not know but i love you with every inch of my body, you taught me how to live and you dont even know it.

i will always love you.

 please don't ever leave me.
please dont let me lose myself again. 
i'm going insane without you. 

quarta-feira, 13 de março de 2013

hoje passei cerca de 2 horas completamente sozinha. já não estava sozinha à tanto tempo que me esqueci de qual era a sensação. um conselho para quem me conhece, não me deixem sozinha. não imaginam as coisas que me passam pela cabeça.

sábado, 2 de março de 2013

às vezes torna-se difícil viver comigo própria. acordar já com pensamentos negativos. sentir que estou sozinha. saber que ninguém compreende o que eu sinto. fingir que não há nada de mau na minha vida. sentir-me deslocada, sentir que não pertenço aqui, aliás, que não pertenço a lado nenhum. quem me dera que houvesse outro lugar, em que não sentisse tudo isto, um mundo paralelo em que a minha vida seria perfeita e eu não tinha que carregar esta dor dentro de mim nunca mais. é uma dor tão permanente que é como se estivesse lá deste sempre, já faz parte do meu dia-a-dia. sinto-te cansada mesmo depois de dormir mais do que devia. estou triste e nem eu sei bem porquê. a única coisa que sei é que eu não gostou de ser eu.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

life

there's a point in life, where you have to make a decision that can change your path, and there's no way to scape it. 
you end up feeling like you have the world upon your shoulders, feeling that it's too much responsibility for you to handle, feeling lost, feeling confused, insecure, broken inside, just fucked up.
it's the worst feeling in the world, to feel that you're not capable to take care of your own destiny. 
i feel that i don't belong nowhere. I'm full of questions, my soul hurts.

domingo, 30 de dezembro de 2012

to: i

  Trás-me um certa melancolia olhar estas rapariguinhas que hoje têm 13, 14 ou 15 anos e ouvi-las dizer que encontraram o amor da vida delas, para uma ou duas semanas depois andarem a soluçar pelos cantos porque o dito amor da vida delas as deixou, as enganou e por aí alem. Este texto é para vocês.
  Minhas lindas, o amor não é algo que se encontra em cada esquina, não podem confundir uma paixão ou uma simples atracção com o amor, é até uma ofensa que o façam, não não importa, é uma fase de aprendizagem. Não se podem deixar enganar por qualquer um que seja carinhoso, que vos chame princesa e diga "quero-te para sempre", essas coisas são meros pormenores ao lado do que é realmente demonstrar que se ama, "palavras, leva-as o vento" , é preciso atitudes, é preciso atenção, é preciso empenho, é preciso AMOR, e isso não é algo que se encontra em qualquer um.
  Acredita que ainda vais cair muitas vezes, vais cometer erros, vais-te deixar enganar, vais sofrer, vais chorar, mas também vais aprender, crescer e tornar-te mais forte, e quando realmente o AMOR chegar vais valorizá-lo mais, vais senti-lo mais, vais chegar ao auge da felicidade. E não penses que és a única que passa por isso, todas passamos, todos batemos lá no fundo, todos nos perdemos..
  Eu tive a grande sorte de ter uma pessoa muito especial, que quando eu estava lá bem no "fundo do poço" me disse "minha linda, podes ter o coração a doer de tanto sofrimento agora, para daqui a uns tempos estar a doer de felicidade", eu agarrei-me a isto, voltei a ter esperança e a lutar por mim, e cá estou eu hoje, imensamente feliz.
  Digo-vos então o mesmo, não desesperem, é uma fase e se vocês lutarem pela vossa felicidade vão conseguir sair dessa tristeza e sofrimento que parece que nunca vai terminar. Acredita em ti, tem esperança, "nem todos os dias são de chuva".