sábado, 2 de março de 2013

às vezes torna-se difícil viver comigo própria. acordar já com pensamentos negativos. sentir que estou sozinha. saber que ninguém compreende o que eu sinto. fingir que não há nada de mau na minha vida. sentir-me deslocada, sentir que não pertenço aqui, aliás, que não pertenço a lado nenhum. quem me dera que houvesse outro lugar, em que não sentisse tudo isto, um mundo paralelo em que a minha vida seria perfeita e eu não tinha que carregar esta dor dentro de mim nunca mais. é uma dor tão permanente que é como se estivesse lá deste sempre, já faz parte do meu dia-a-dia. sinto-te cansada mesmo depois de dormir mais do que devia. estou triste e nem eu sei bem porquê. a única coisa que sei é que eu não gostou de ser eu.

Sem comentários:

Enviar um comentário